Ellie Stewart conta-nos a história de uma conturbada festa de aniversário. A amizade e companheirismo de um aparente grupo de amigas lentamente se transforma num jogo de rancores e atos passivo-agressivos no decorrer de um jogo de verdade ou consequência. Há segredos, verdades escondidas, realidades distorcidas e uma depressão latente que começa a escurecer o ambiente e os corações destas convivas no flor da idade. E segredos serão revelados.
 
Um filme com bons detalhes técnicos, gestão de narrativa apurada e uma revelação competente. Quando revisto, todo ambiente e desconforto, toda a animosidade e gestão de personalidades torna outro tipo de contornos porque já sabemos o fim e as suas consequências. 
 
Todos nós, frequentadores de festas de adolescentes, como participantes ativos ou pais motoristas, percebemos que a dinâmica é sempre esta, não sendo por vezes  necessário recorrer ao surreal, ao abstrato, ao paranormal, à sátira, à critica social, ao absurdo, às metáforas ou à cariturização para parecerem sempre algo saído de uma obra de inspirada ficcção. 
Share the Post:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *